Comemoração do Dia Mundial do Rim

Folder

A Doença Renal Crônica caracteriza-se por alterações heterogêneas que afetam tanto a estrutura quanto a função renal, com diversas etiologias e prognósticos. Além de onerosa ao sistema de saúde, devido à complexidade dos recursos terapêuticos necessários, a Doença Renal Crônica determina uma considerável queda na qualidade de vida e da capacidade laborativa do paciente, tornando-se imprescindível o diagnóstico precoce e o acompanhamento regular, visando tratar as complicações e comorbidades, além de reduzir os riscos associados a doença.
Quando a Doença Renal ocorre na infância e adolescência, as dificuldades são maiores, dadas as peculiaridades da faixa etária e as consequências são devastadoras para o crescimento, desenvolvimento e adaptação social, com taxas elevadas de morbidade e mortalidade em qualquer um de seus estágios, mas principalmente nos mais avançados. O diagnóstico precoce é a melhor alternativa para a efetividade do tratamento para reduzir a velocidade da progressão da doença e retardar a necessidade de terapia renal substitutiva.
Assim a Unidade de Terapia Renal “Abelardo Pimenta de Castro” em parceria com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, novamente está engajada na campanha referente ao Dia Mundial do Rim, que tem como tema central “A prevenção começa na infância” e promoveu um evento no dia de hoje na unidade; os médicos nefrologistas Dra. Edmara Lúcia Bessa, Dr. Edvaldo César Parigi e Dr. Lázaro Bruno Borges Silva, junto a equipe transdisciplinar do local, enfatizarão os cuidados necessários, voltados à infância, mas também à população de risco como diabéticos, hipertensos, tabagistas e com histórico de doença renal na família.

DICAS PREVENTIVAS DE OURO:

  • Controle seu peso corporal;
  • Tenha hábitos alimentares saudáveis;
  • Pratique atividade física regularmente;
  • Não fume;
  • Controle sua pressão arterial;
  • Controle sua glicemia regularmente;
  • Não tome medicamentos sem orientação médica.